COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

Assegurada a posse dos eleitos

“As Forças Armadas só sairão dos quartéis para assegurar a posse dos eleitos", disse o Brigadeiro Délio Jardim de Mattos ao Secretário da Cultura de Minas, Sr José Aparecido, a quem recebeu em seu gabinete no Rio na última terça-feira. Para o Ministro da Aeronáutica, a escolha de dois candidatos civis que disputam a Presidência da República é recebida pelos militares quase que como uma "graça pessoal", pois ela permite que se efetive a definitiva profissionalização das armas.

Ao deixar o gabinete do Ministro, o Sr Aparecido comentou que o processo de democratização está com "céu de brigadeiro". Na realidade essa afirmação do Brigadeiro Délio Jardim de Mattos recompõe sua imagem liberal junto à opinião pública e desfaz a impressão gerada por seu discurso de Salvador, o qual mereceu crua e agressiva resposta do ex-Governador Antônio Carlos Magalhães.

O Ministro da Aeronáutica não se exime do dever de colocar no seu devido contexto o discurso de Salvador. [...]
18/10/1984

O José Aparecido era a principal influência dentro do governo do Jânio Quadros. Depois do Jânio, era ele quem mandava

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao metre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]