COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

A estratégia político-eleitoral

Brasília — A discussão de teses jurídicas compete aos doutores. Há argumentos para sustentar interpretações diversas e o contraditório está na índole do processo judiciário. O que cabe examinar, na matéria, é o fato político, matéria-prima da nossa atividade jornalística.

Sob esse aspecto o que cabe anotar é que o Governo, que estava em período de observação e reflexão, já produziu uma decisão, a de tentar influir, por intermédio do Procurador-Geral da República, no pronunciamento do Tribunal Superior Eleitoral a respeito da incorporação do PP ao PMDB. A interferência nesta fase indica que o Governo optou pelo estímulo às impugnações a fim de chegar ao seu objetivo político, que é bloquear a incorporação e, se isso se verificar impossível, causar o maior desgaste possível aos Partidos incorporados.

A posição inicial do Governo, quando se pôs a observar e a refletir, era no sentido de que as dificuldades inerentes do processo não seriam superadas pelos dois [...]
05/02/1982

Eu sou datilógrafo desde os 11 anos de idade, formado pela Escola Remington de Teresina. Eu sempre fui muito rápido na máquina. Eu tinha que pegar discursos enormes de Hitler, de Mussolini. Me passavam pelo telefone e eu ia batendo à máquina. Levava horas...

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao metre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]