COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

Lula tropeçando nas negociações

Sob pressão dos seus quase aliados do PSDB, Lula deu seu primeiro passo em falso numa campanha na qual vinha se conduzindo de maneira tão correta. Ele não podia ter admitido que seu programa inicial era apenas um "programa de campanha" e não um programa de governo, como o que está disposto a fazer agora no âmbito da coalizão de partidos que o apoiarem no segundo turno. Essa é uma fraqueza congênita da política brasileira, a de fazer programas para ganhar eleições, isto é, programas eleitorais, sem pensar em adotá-los no exercício do governo. Lula, que se opõe às práticas tradicionais da política e encabeça uma proposta de renovação lealmente trabalhista, de inspiração reconhecidamente socialista embora proclamada como também democrática, surpreendeu seus correligionários e seus admiradores ao tergiversar diante dos tucanos.

Esse capítulo das alianças não está sendo um capítulo feliz para o candidato do PT. Brizola aceitou-o, convidando seus correligionários a [...]
29/11/1989

Eu sou datilógrafo desde os 11 anos de idade, formado pela Escola Remington de Teresina. Eu sempre fui muito rápido na máquina. Eu tinha que pegar discursos enormes de Hitler, de Mussolini. Me passavam pelo telefone e eu ia batendo à máquina. Levava horas...

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao metre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]