COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

Parlamentarismo e voto distrital

Em alguns pontos parece nítida a vocação da Constituinte, como, por exemplo, alterar o sistema presidencialista para compatibilizá-lo com práticas do sistema parlamentarista, e adotar um dos tipos de voto distrital, dada a evidência de que as eleições tendem, salvo quando para preenchimento de cargos majoritários, a se definir em função de distritos informais. A aventura política só é propícia à sombra da disputa indiscriminada de votos em todas as áreas de um estado e reduz-se quando centralizadas numa unidade menor e mais coerente da massa eleitoral.

O parlamentarismo puro e simples não parece viável, dados os naturais receios de mudança tão radical no processo de governar. O distrito, porém, não é incompatível com o sistema proporcional; vigente, por exemplo, na Alemanha e na França, onde sofre corretivos — os postos distribuídos, resguardada a proporção de votos, entre nomes oriundos dos distritos e nomes de uma lista partidária, como se faz entre os alemães, ou o [...]
09/01/1987

Eu não tenho vocação política, não gosto de política nem gosto de jornal, e a vida me levou a ser jornalista politico.

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao metre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]