COLUNA TEXTOS VIDA IMAGENS RECADOS

João Goulart quer abrir caminhos para seu Govêrno

Brasília - Enquanto se tecem nos corredores do Planalto algumas intrigas envolvendo membros do Govêrno e o próprio pessoal da Casa, o Presidente João Goulart vai desabafando, nos papos políticos mais íntimos, suas preocupações com relação ao destino do seu Govêrno e sua amargura pelo jejum de iniciativas que ameaça transformar sua Presidência num período incolor da vida republicana.

O Presidente tem confessado sua perplexidade diante das estreitas perspectivas que divisa e manifestado suas apreensões quanto aos rumos a seguir para abrir horizontes mais amplos e mais positivos para seu Govêrno.

A tendência do Sr. João Goulart é obviamente para atribuir ao Congresso a responsabilidade pela ineficácia da administração pública e talvez nesse rumo venha a encontrar seu próprio caminho político, arriscado, imprevisível. No rumo da denúncia aos obstáculos que estaria encontrando para atender aos seus compromissos com as massas trabalhadoras.

[...]
15/08/1963

"O Brasil precisa deixar de conviver com golpes."
18/3/90

Carlos Castello Branco, o repórter do Brasil
Texto de Zózimo Tavares

"O Piauí teve, sim, outros expoentes, mas foi Carlos Castello Branco, o menino da Rua da Glória, a nossa glória maior”

Durante mais de meio século, ele foi o repórter político do Brasil. Um repórter que soube interpretar o país, na agonia de duas ditaduras e na esperança de duas redemocratizações; no suicídio de um presidente da República (Getúlio Vargas), na renúncia de outro (Jânio Quadros), na deposição de mais um (João Goulart) pelas armas e no impeachment de outro (Fernando Collor) pelas armações. [+]

Ao metre
Texto de Merval Pereira

No dia 25, o jornalista Carlos Castello Branco, uma espécie de patrono dos colunistas políticos brasileiros, o maior entre nós todos, teria feito 90 anos. Reproduzo aqui trechos do prefácio que escrevi para a reedição de seu livro clássico “Os militares no poder”, da Editora Record. E adianto que brevemente estarei lançando um livro, pela mesma editora, com o título de “O lulismo no poder”, uma homenagem ao mestre. [+]

Na seção TEXTOS você encontra todas as "Colunas do Castello" publicadas diariamente entre os anos de 1963 a 1993, além de entrevistas, discursos e correspondências. [+]

Os fatos narrados de forma precisa, clara e direta.
Desde Jânio Quadros até Fernando Henrique Cardoso.
[+]